Acesse os dados do ecossistema mineiro de inovação

Acessar SIMI Database

InicialBlogNotíciasGoverno de Minas Gerais desenv...

Governo de Minas Gerais desenvolve projeto para instalação de veículos elétricos

Iniciativa realizada em parceria com Portugal pretende diminuir a emissão de carbono no meio ambiente


Por Redação

Veículos vão circular entre prédios públicos, além de estações e aeroporto
Crédito: Pixabay

Na última quarta-feira, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, assinou um despacho que define como prioridade a implementação do projeto “Sistema de Mobilidade de Baixo Carbono” no estado.

A decisão disponibilizará veículos elétricos que vão circular entre o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, e os prédios públicos da Cemig, Codemig, Fapemig, Palácio da Liberdade e BDMG, por exemplo, na região central de Belo Horizonte.

Ainda estão previstos ônibus internos na Cidade Administrativa, que farão a ligação com a Estação Vilarinho, e a instalação de monitores, de totens nos prédios e a de corredores de baixo carbono na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O sistema permite, também, que um centro de operações visualize as rotas dos ônibus elétricos, veículos, bicicletas e monitore a emissão de gases de efeito estufa pelos veículos, por meio do sistema Mobi.me.

Outra vantagem é a integração dos usuários por meio de caronas, via aplicativo. Os servidores farão as reservas dos veículos, de acordo com a necessidade de uso, e a tecnologia apontará quais carros poderão ser compartilhados.

Projeto

O projeto surgiu após duas visitas feitas pelo governador a Portugal. Na ocasião foram assinados protocolos de cooperação entre o Estado e o Centro de Excelência e Inovação na Indústria de Mobilidade (CEiiA) na área da mobilidade elétrica inteligente.

O secretário de Estado da Indústria de Portugal, João Vasconcelos, disse que o Governo de Minas Gerais mostrou interesse em transformar Belo Horizonte em uma capital do conhecimento, da inovação e da tecnologia.

“Temos vários projetos que estamos concretizando, como este ligado à mobilidade elétrica, mas também é importante lançarmos sementes para outros projetos ligados ao empreendedorismo, à tecnologia e ao digital, que está mudando a nossa vida e de nossas empresas. Belo Horizonte pode ser a capital brasileira da mobilidade elétrica e do futuro da mobilidade. O que Portugal está fazendo é disponibilizar todo o conhecimento que desenvolveu nessa matéria a Belo Horizonte, para que a cidade alcance este objetivo”, afirmou Vasconcelos.

Novos frutos

O intercâmbio de conhecimento entre Minas Gerais e o país europeu deve gerar novos frutos no futuro, como destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa. “É uma troca de experiências dos projetos de Portugal e dos nossos. Estamos iniciando um novo protocolo de parcerias com Portugal, também na área da educação, universidades e startups. Estamos em construção de novos programas”, contou.

Fonte:

Cesta De Compras