Acesse os dados do ecossistema mineiro de inovação

Acessar SIMI Database

InicialBlogNotíciasRede 4G e sensores serão usado...

Rede 4G e sensores serão usados para aumentar produtividade no campo

Projeto do CPqD vai usar rede para coleta de dados no setor sucroalcooleiro


Por Da redação

Um projeto do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) com o Grupo São Martinho – um dos maiores do setor sucroalcooleiro (produtores de açúcar e etanol) do Brasil – pretende utilizar recursos da tecnologia de informação (TI) para coletar dados, em tempo real, sobre os processos de produção. O objetivo é aumentar a produtividade da lavoura de cana-de-açúcar e a eficiência na produção.

A iniciativa está desenvolvendo a rede móvel de quarta geração (4G) baseada na tecnologia LTE (Long Term Evolution) e adaptada às condições operacionais do setor sucroalcooleiro, em conjunto com uma infraestrutura de sensoriamento com tecnologia RFID (identificação por radiofrequência). Esses recursos, integrados, permitirão apurar com detalhes os trabalhos realizados na lavoura.

“Esse sistema permitirá a coleta de dados no campo e seu envio, em tempo real, para bancos de dados e aplicativos, proporcionando aumento da eficiência operacional agrícola e fomentando a inovação tecnológica no setor”, explicou Fabrício Lira Figueiredo, gerente de Tecnologias de Comunicações sem Fio do CPqD.

Os dados serão enviados, via rede sem fio, a uma central de controle no centro de operações da usina, que terá um banco de dados com informações recebidas do campo. A partir deles e com auxílio de softwares específicos, haverá condições de apurar com mais agilidade a quantidade de cana produzida em cada área, o posicionamento e distribuição da frota agrícola, além de saber indicadores como horas trabalhadas e produtividade por operador ou colhedora.

Na primeira fase do projeto, que conta com o suporte do Fundo Tecnológico (Funtec) do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), estão incluídas a pesquisa e desenvolvimento (P&D) da arquitetura de rede, de equipamentos e aplicativos e, ainda, a implantação de um piloto em uma das usinas do Grupo São Martinho. O foco é a criação de uma infraestrutura de comunicação e sensoriamento flexível, capaz de aumentar a eficiência desde no plantio e colheita da cana-de-açúcar até o seu transporte para as linhas de processamento industrial.

As tecnologias de produto relacionadas aos sistemas LTE e de sensoriamento RFID resultantes do projeto serão licenciadas para a JÁ!, empresa do Universo CPqD que terá a responsabilidade de produzir e comercializar esses equipamentos, além de prestar serviços associados.

*com informações da Agência CT&I
Foto: Pixabay

Fonte:

Cesta De Compras