Acesse os dados do ecossistema mineiro de inovação

Acessar SIMI Database

InicialBlogNotíciasSUCESU Minas cria vice-presidê...

SUCESU Minas cria vice-presidência de startups e empreendedorismo

Setor realizará diversas ações, entre elas a conexão das startups do San Pedro Valley com o ecossistema


Por Redação


Ajudar empresas mineiras a entender, desenvolver e usufruir o ecossistema de startups. É com esta proposta que o engenheiro Mauro Carrusca assume a vice-presidência de Startups e Empreendedorismo criada esta semana pela Sucesu Minas – associação que representa o mercado mineiro de TI e Telecom.

Há alguns anos, o governo estadual trabalha para que Belo Horizonte seja “a capital brasileira do conhecimento e da inovação”. De acordo com a associação, este foi um importante passo da entidade para ocupar um papel de destaque no movimento, encabeçado pela comunidade de startups San Pedro Valley, em Belo Horizonte, e que vem ganhando notoriedade com o apoio e a parceria de empresas, instituições e entidades.

Entre as ações que a VP Startups e Empreendedorismo pretende realizar está a Vitrine de Negócios Colaborativos, para apresentar demandas das empresas e soluções de negócios desenvolvidas por empreendedores e estudantes. Outra iniciativa é a programação de missões empresariais nacionais e internacionais com o objetivo de levar empreendedores para visitas técnicas a empresas inovadoras e polos de inovação como: Silicon Valley, Boston, Unicamp, San Pedro Valley, Vale da Eletrônica, entre outras.

“Não pretendemos reinventar a roda. A iniciativa da Sucesu Minas quer unir forças com iniciativas existentes para promover a aproximação entre empresas, startups e universidades e com isso viabilizar a criação de um marketplace nesse ecossistema, estreitando relações e encurtando caminhos para a promoção de negócios inovadores”, destaca Mauro Carrusca.

Mauro Carrusca

Carrusca tem uma longa trajetória no ecossistema de empreendedorismo. Conhece bem o Silicon Valley por já ter morado e trabalhado lá como executivo da IBM. Recentemente, participou de uma missão a San Francisco, juntamente com a Fapemig, Fapesp, Unicamp, entre outras instituições, para conhecer técnicas e processos do agronegócio no vale. Esta missão culminou no projeto Aceleragro, em desenvolvimento no Brasil.

Em 2016, foi correalizador junto com a Embrapa do desafio de startups Ideas for Milk para geração de soluções para a cadeia produtiva do leite. É mentor de startups no Programa de Aceleração de Negócios – PAN da PUC Minas, Latinoware (um dos maiores eventos do mundo de software e tecnologias livres), realizado no Parque Tecnológico de Itaipu e em programas como o BootCamp do Sebrae.

Fonte:

Cesta De Compras